back to the underground
 


 

Estou aqui agora!



http://umbluesedoisrock.zip.net/

 



 Escrito por Flávio Vajman às 12h39
[] [envie esta mensagem]





 André Kitagawa
para mim:

 "O Juke vai morrer no dia em que vc nasceu?
 Meus parabéns e meus pesames."

 Boa a constatação do Kitagawa, como disse o Sérgio Mello.


Essa ilustrção eu busquei no site dele: http://www.kitagawa.com.br/kitagawa/index.htm



 Escrito por Flávio Vajman às 14h39
[] [envie esta mensagem]




 

THE LAST GASP FESTIVAL


O FIM DA JUKE JOINT


2000 †2008


Velando a espelunca com


TROVADORES DE BORDEL


LA CARNE


SACO DE RATOS


FÁBRICA DE ANIMAIS


Não perca o funeral mais Rock'n'Roll de toda a sua vida.


Dia 31 de maio, sábado, a partir das 23:30

Rua Frei Caneca, 304 - 3120 1229


 



 Escrito por Flávio Vajman às 14h26
[] [envie esta mensagem]








 Escrito por Flávio Vajman às 11h38
[] [envie esta mensagem]




 
TIM
ganaram!

 Acordei cedo hoje. Tem sido assim ultimamente. Tomo meu café no boteco da esquina e lá vou eu para o acordeon praticar mais um pouco. Mas hoje, apesar de muito cedo, excepcionalmente acordei com um bom humor incrível (mal sabia o que me aguardava). Nem peguei no instrumento e me bateu a maior saudade da Perla, resolvi então enviar uma mensagem de texto pra ela: “Bom dia!” e... ENVIAR... e... ENVIAR... e...ENVIAR... e... PORRA NENHUMA! Que droga! Ontem à noite eu mandei um monte de torpedos, ou seja, há poucas horas estava tudo ok. Tentei novamente, e... ENVIAR... e... ENVIAR... e... ENVIAR... Ah! Vai tomar no cú! Liguei pra Tim: “Seja muito bem vindo a Tim! Você já conhece o nosso site? Acesse: www. Blá-blá-blá...” Saco! E o atendimento eletrônico continuou: “ Se você é cliente Tim digite o número do seu telefone mais o código de área seguido de...” Ah! Vai tomar no cú mais uma vez! Caiu na atendente. “Me informe o número do seu telefone com o DDD seguido de...” De novo? Que encheção de saco! Então, depois de explicar o meu problema com o envio de torpedos, ela me disse: “Só um minutinho que eu vou estar verificando”. Eu deveria ter dito: Tudo bem, vou estar aguardando! Mas engoli o gerúndio em seco. Ela voltou: “O Senhor está com o aparelho na mão? Ele está com problemas de configuração!” Pensei: Como? De uma hora pra outra? Eu nem mexi nessa porra! Mas vamos lá. Respondi: “Estou querida... de saco cheio e com o aparelho na mão!” Tu, tu, tu, tu, tu, tu... Caralho! A filha-da-puta desligou! Quer dizer que eu não posso ficar de saco cheio? A operadora é ineficiente, ½ hora de atendimento eletrônico, gerúndio a rodo, a sanfona me esperando, meu humor indo pro saco, e eu não posso ficar de saco cheio? Liguei novamente! “Seja muito bem vindo a Tim! Você já conhece o nosso site? Acesse: www. Blá-blá-blá...” Comecei a chorar de raiva! Caiu na atendente. “Me informe o número do seu telefone com o DDD seguido de...” Agora eu já gritava com uma tal de Gisele. E pra piorar, acho que ela não tinha tomado o café da manhã, sua voz não tinha vigor nenhum: “Senhor! Se o senhor não para de gritar eu não vou poder estar atendendo o senhor.” Aí o senhor aqui explodiu! Mas não foi de raiva. Não! Dessa vez foi de sadismo: “Hahaha... Sua burra! Hahaha... Ir, poder, estar e atender? Você conseguiu! Colocou quatro verbos num tapa só! Hahaha... Como você é burra, hein? Hahaha...” Tu, tu, tu, tu, tu, tu... Caralho! Além de burra a mina não tem nenhum humor. Que merda! Vamos tentar novamente: “Seja muito bem vindo a Tim! Você já conhece o nosso site? Acesse: www. Blá-blá-blá...” Dessa vez a atendente foi mais simpática, e até riu quando eu lhe pedi para que não extrapolasse no gerúndio. Mas, infelizmente, o meu problema não era da sua competência e ela me transferiu para uma outra... uma outra que tinha problemas gravíssimos de dicção. “O quê? Como? Minha senhora... Não! Eu não estou entendendo. Como? Fala pela boca, pode ser?” Tu, tu, tu, tu, tu, tu, tu... Mas eu já estava ficando escolado na parada e não me deixava abater: “Seja muito bem vindo a Tim! Você já conhece o nosso site? Acesse: www. Blá-blá-blá...” E a atendente dessa vez: “ Bom! Já que você tem crédito e a configuração do telefone está correta, você vai estar fazendo uma reclamação para a Tim...” E eu: “Nossa! Sério? Eu posso mesmo reclamar?” E ela, superando as demais: “ Quer dizer... Poderia estar fazendo a reclamação, isso se o meu sistema não estivesse fora do...” Tu, tu, tu, tu, tu, tu, tu... “Ola! Seja muito bem vindo a Tim! Para substâncias eficazes & indolores digite: 3 para via oral e 4 se preferir via venosa. Um tiro na idéia, digite 5. Outras opções digite 6. Lamento! A Tim não pôde resolver o seu problema. Tenha um bom dia!” Tu, tu, tu, tu, tu ,tu, tu...



 Escrito por Flávio Vajman às 12h24
[] [envie esta mensagem]




 

FERNANDA D'UMBRA FAZ ANOS

 
Foto tirada por Juliana Garcias no show da Fábrica no Bourbon Street

 Eu nunca escondi isso de ninguém: Tenho o maior orgulho de tocar ao lado da Fernanda! Mas é uma responsabilidade muito grande também, afinal essa mulher é muito competente, e nós, a Fábrica de Animais, devemos corresponder a essa competência. Hoje é o aniversário dela, e pra elevar mais o meu orgulho ela vai comemorar na minha espelunca, o Juke Joint. Irão tocar, é claro, a Fábrica de Animais, a banda La Carne e participações muito especiais como a do meu amigo Paulo de Tharso. A discotecagem vai ficar por conta de ninguém mais, ninguém menos que Chris Couto, Marcelo Montenegro e Carcarah. A entrada é livre, mas vale lembrar, pra quem puder, que traga uma lata de leite em pó integral. Ela será bem vinda e encaminhada para as crianças soropositivas que se tratam no instituto Emílio Ribas. Vou abrir a casa às 22 horas, mas acho que só vai dar rock'n'roll mesmo lá pelas 23:00. Enfim , com leite ou sem leite, apareçam. Sou suspeito pra falar, mas acho que ela merece mesmo o mundo todo lá dentro do Juke hoje. Parabéns, Fernanda!



 Escrito por Flávio Vajman às 11h11
[] [envie esta mensagem]





ESTOU DE VOLTA...

... com um certo friozinho na barriga.

 



 Escrito por Flávio Vajman às 16h51
[] [envie esta mensagem]




 

ENSAIO ABERTO



 Sexta-feira, amanhã, tem ensaio aberto da banda Fábrica de Animais no Juke Joint. Faremos um corrido do que será o nosso show no Bourbon Street no dia 09 próximo. A entrada é livre, mas quem puder traga uma lata de leite-em-pó. As latas arrecadadas serão doadas para o voluntariado do Emílio Ribas e distribuídas para as crianças portadoras do virus do HIV que se tratam no instituto.

 A casa abre tarde, meia-noite. Os shows começam naquele horário maldito de sempre, lá pela 1 e meia da manhã.

 O Juke Joint todo mundo sabe, fica na rua Frei Caneca, 304. Não aceita cartão, nem cheque. Não é bonito e cheira mal, tampouco, trata bem seus clientes. Tudo isso para que vocês se sintam em casa.



 Escrito por Flávio Vajman às 13h37
[] [envie esta mensagem]




 
MÃOS À OBRA

AFINAL, O QUE MAIS EU SEI FAZER DA VIDA?



 Escrito por Flávio Vajman às 10h26
[] [envie esta mensagem]




 

 MEU HUMOR TÁ MELHORANDO!



 Escrito por Flávio Vajman às 16h13
[] [envie esta mensagem]




 PAGANDO DE DISC-JOCKEY

 Sempre que eu ouço falar em dj me vem na cabeça aquele cara mala pulando atrás dos toca-discos e mandando uns tunts para uma galera tão mala quanto ele. A música de plásico, a roupa de plástico, uma felicidade de plástico... Argh! Mas eu me lembro do Focka também. O cara que organizava o Subjazz, projeto de rock nas noites de sábado aqui do Juke Joint. Quando o Focka saía da cabine, de vez em quando, eu me atrevia a colocar um AC/DC para os punkinhos novos. E eles curtiam, pode crer! Houve uma ocasião em que eu coloquei Tom Waits, ninguém curtiu. Acho que eles ficaram tristes demais, pensando sobre a vida. Hoje eu vou estrear de verdade na profissão, ao lado da Fernanda D'umbra, do Carlos Carah e do Marcelo Montenegro. Uma atriz, um ilustrador e um poeta, respectivamente. E eu? Ora, um músico instrumentista e um empresário falido! Dj nunca! Nenhum de nós. Até acho que por isso mesmo vai ser legal. Vou mandar umas pérolas do meu acervo, Stray Cats, B.B. King, AC/DC, Stevie Wonder e, claro, Tom Waits. Odeio ver gente feliz, vou fazer algo bem down. Brincadeirinha! Mas eu garanto que nós quatro vamos fazer bonito, pelo menos eu sei que ninguém vai tocar techno... Argh, de novo! Bom é isso, se você teve a infelicidade de ler esse blogue e ainda não estava ciente do que iria rolar por aqui: hoje a partir das 23:30 com entrada franca, Fernanda D'Umbra, Marcelo Montenegro, Carlos Carah e eu pagando de DJ.



 Escrito por Flávio Vajman às 13h49
[] [envie esta mensagem]






 Escrito por Flávio Vajman às 10h04
[] [envie esta mensagem]




 
JUKE JOINT
NÃO PERCAM 'MAIS ESTE' ENCERRAMENTO
E cuidado com as piadinhas a respeito disso. O texto a seguir é de Mário Bortolotto.

TRIBUTO A RENATO FERNANDES

 Tributo ao grande Renato Fernandes que é o maior letrista de blues do Brasil e que como bem frisou o Paulão, está vivo. Era pra ser um tributo quase acústico. Duas guitarras e vocal.  Mas aí o Pagoto também apareceu e quis participar. E o Watanabe ligou pro Rick e ele também ficou a fim. Então de repente vai ser toda a rapaziada da "Saco de Ratos" (só falta o Magoo aparecer).  Depois do show homenagendo o Renato, vai rolar uma jam super free com a rapaziada que estiver por lá. Semana passada a Jam foi bem bacana com a banda Fábrica de Animais, o Linari e o Jorge do "La Carne" e o Jory.  Quem quiser aparecer, o show começa tipo 00h30, mas o Juke deve abrir tipo 23h. Os ingressos custam o preço simbólico de R$ 3 que é só pra gente poder pagar o conhaque. Vocês irão ouvir versos desse naipe:

"Então não venha me falar da dor / da dor do amor ou qualquer dor que for / se quiser fazer algo por mim / quando me encontrar num botequim / pague uma dose pra mim"

*Essa música (Amigos de Copo) está na trilha do filme "Nossa vida não cabe num Opala" e é o tema do Personagem Monk.

"Eu voltei pra sarjeta / perdi dinheiro no jogo / meu bem, eu tô bebendo de novo / você quis me dar uma vida boa / mas eu sou daqueles tipos a toa / eu sou assim como uma erva ruim"

"Quem quiser saber de mim / vai me encontrar num botequim / entre um trago de whisky / ou uma dose de gim / o céu ou o inferno / amor ou solidão / pra quem já vendeu a alma / tanto faz a direção"

O Juke Joint fica na Rua Frei Caneca, 304

Saco de Ratos é : Mário Bortolotto (vocal), Fábio Brum e Marcelo Watanabe (guitarras), Fábio Pagotto (baixo) e Rick Vechione (bateria)

Participação de Flávio Vajman (gaita)



 Escrito por Flávio Vajman às 15h16
[] [envie esta mensagem]




 

À NOVA GERAÇÃO

Quanto menos melhor! Afinal de contas... isso aqui é blues ou o quê? A ilustração é do meu velho amigo Carcarah, que estará linkado aqui ao lado a partir de agora. Bela ilustração, brother!



 Escrito por Flávio Vajman às 17h16
[] [envie esta mensagem]




 

GRAPHIC, LÉSBICAS & EXIBICIONISMO

 

 Ontem eu fui ao CCSP assistir o Graphic. Gostei! Me fez lembrar Paul Auster, acho que por causa do Blue in the Face (Sem Fôlego), aquele filme feito com o material excedente do Cortina de Fumaça. Talvez essa semelhança se deva a trilha sonora, Talking Heads do começo ao fim (Mário Bortolotto vai sofrer hoje). Então, mais tarde, conversando com o Paulo, autor & diretor da peça, ele me disse que o espetáculo foi baseado em um filme, que não me lembro agora, dos Irmãos Coen, mas acabou concordando com a minha opinião também. Sobre o texto eu não vou comentar nada, você tem que assistir, mas o cenário... Cara, uma caixa giratória no meio do palco. Num lado dessa caixa está a lojinha de um chinês, do outro a casa do protagonista, nos outros dois muros para pixações e em cima a casa de uma garota. Os atores vão girando a caixa conforme as cenas. Demais!

 Valeu a pena a chuva que peguei pra chegar lá. Isso sem falar no teatro. A sala Jardel Filho é muito confortável, tem uma puta acústica e uma visão fenomenal do palco. Enfim, o Garoto-Enxaqueca aqui curtiu. Quero dizer, curti até onde eu consegui prestar atenção no espetáculo, porque, com a peça já rolando, me entra no teatro uma dúzia de lésbicas teenagers, resquício do público da banda Luxúria que ficou 'moscando' por ali após o show.

 Agora o melhor da noite, adivinhem atrás de quem elas se sentaram? Sim, senhoras & senhores, deste sortudo aqui. Cara! Parecia que eu tava numa matiné da Outs e não num teatro. Aquelas garotas não tinham a mínima noção de nada, elas ficavam rindo, falando alto e se lambendo o tempo todo. "Shlep, shlep, shlep", essa onomatopéia persistia tanto no meu ouvido que eu não aguentei, virei pra trás e... honestamente, gostei do que eu vi. Devo admitir, foi um bela visão. Mas não era pra ser alí, pô! Eu pedi silêncio educadamente & a toa, aliás, todo mundo virando o pescoço e fazendo "ssshhh" e elas nem aí, tocando o puteiro. Teve uma mulher, coitada, estava quase chorando: " Por favor, façam silêncio, vocês estam estragando o espetáculo". E nada!

 Acabou o espetáculo e eu subi em direção a técnica pra cumprimentar meu amigo Rodrigo que estava operando a luz. Foi aí que elas, passando por mim, eu solto: "Aí! Na boa, vão tomar no meio dos seus cús! Vá lamber o grelo da sua mina na sua casa, falô?". Começou a esteria! "Isso é homofobia, eu vou chamar a polícia & blah, blah, blah...". Rolou o maior bate-bôca. Me arrependi. Eu deveria ter ficado quieto, porque qualquer coisa que se diga a um ser daqueles é fútil dizer e a gente sabe disso.

 Agora, homofóbico? Eu? Quantos brothers gays eu tenho? Uma porrada! E eu trato todos sem distinção. Só que esses meus amigos, sejam gays homens ou mulheres, não faltam com o repeito. Talvez até porque queiram ser respeitados, enquanto elas não. Elas estupraram o teatro! Houve ainda num momento da discussão que uma delas gritou: "Cê qué sabê? A gente cata muito mais mulé do que você".

 Claro que elas catam mais mulheres. Elas precisam disso, são exibicionistas! Se elas fossem homosexuais de verdade estariam trepando com as suas garotas e, provavelmente, entre quatro paredes. Mas não! Elas têm que desfilar por aí se esfregando umas nas outras, só porque acham que assim estam subvertendo. Eu conheço o tipo. Houve uma época em que bandas como a Luxúria tocavam aqui no Juke Joint e traziam toda sorte de gente.

 É lamentável! São garotas muito bonitas e não passaram dos seus 16 ou 17 anos. Não acredito que elas tenham essa afirmação sexual, talvez uma ou outra sim, mas a grande maioria, como eu disse, escolheu isso apenas como uma forma de subverter. Nao carecem de orientação sexual, só de atenção. Triste saber que uma garota dessas um dia vai sentir (se já não sente) tesão por um cara e que, talvez, por não ter tirado conhecimento da melhor fase da vida, escolha o cara errado e acabe dormindo com um gordo roncando e peidando ao seu lado pelo resto da vida. Eu não devia ter dito nada mesmo. O silêncio sabe, é triste!

 



 Escrito por Flávio Vajman às 14h56
[] [envie esta mensagem]


[ ver mensagens anteriores ]
 
 
 
 08/02/2009 a 14/02/2009
 25/05/2008 a 31/05/2008
 11/05/2008 a 17/05/2008
 20/04/2008 a 26/04/2008
 06/04/2008 a 12/04/2008
 30/03/2008 a 05/04/2008
 09/03/2008 a 15/03/2008
 10/02/2008 a 16/02/2008
 03/02/2008 a 09/02/2008
 27/01/2008 a 02/02/2008
 13/01/2008 a 19/01/2008
 06/01/2008 a 12/01/2008
 23/12/2007 a 29/12/2007
 16/12/2007 a 22/12/2007
 09/12/2007 a 15/12/2007
 02/12/2007 a 08/12/2007
 25/11/2007 a 01/12/2007
 11/11/2007 a 17/11/2007
 21/10/2007 a 27/10/2007
 07/10/2007 a 13/10/2007
 30/09/2007 a 06/10/2007
 16/09/2007 a 22/09/2007
 09/09/2007 a 15/09/2007
 02/09/2007 a 08/09/2007
 19/08/2007 a 25/08/2007
 13/05/2007 a 19/05/2007
 15/04/2007 a 21/04/2007
 18/03/2007 a 24/03/2007
 21/01/2007 a 27/01/2007
 10/09/2006 a 16/09/2006
 20/08/2006 a 26/08/2006
 23/04/2006 a 29/04/2006
 12/02/2006 a 18/02/2006
 15/01/2006 a 21/01/2006
 04/12/2005 a 10/12/2005
 20/11/2005 a 26/11/2005
 13/11/2005 a 19/11/2005
 30/10/2005 a 05/11/2005
 23/10/2005 a 29/10/2005
 16/10/2005 a 22/10/2005
 09/10/2005 a 15/10/2005
 02/10/2005 a 08/10/2005
 25/09/2005 a 01/10/2005
 18/09/2005 a 24/09/2005
 11/09/2005 a 17/09/2005
 04/09/2005 a 10/09/2005
 28/08/2005 a 03/09/2005
 21/08/2005 a 27/08/2005
 14/08/2005 a 20/08/2005
 07/08/2005 a 13/08/2005
 31/07/2005 a 06/08/2005




 Bends Harmônicas
 Caco Galhardo
 Carcarah
 Chacal
 Chico Sá
 Douglas Kim
 Fabiana Vajman
 Fabrica de Animais
 Fernanda D´Umbra
 Jarbas Capusso
 Kenji
 Marcelo Montenegro
 Márcio Américo
 Mário Bortolotto
 Nelson Peres
 Nick Farewell
 Paulo de Tharso
 Pierre
 Revista Blues'n'Jazz
 Sebo do Bac
 The Book's on the Table



 Dê uma nota para meu blog